Olá Moçambique

ocupar o tempo com o que se passa em Moçambique

“Empresas relegam crises para plano secundário e quando já é tarde demais”

A comunicação de crise, apesar de ter um papel crucial, ainda não conquistou o devido lugar por parte de alguns gestores de empresas privadas moçambicanas, administradores públicos e mesmo do Governo.
Esta constatação foi feita pelo especialista em Comunicação e Imagem, Leandro Paul, ao proferir uma palestra sobre “Gestão da Crise Mediática”, aos estudantes do curso de Licenciatura em Marketing e Relações Públicas, da Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade Eduardo Mondlane.
Na sua dissertação, Paul sustentou que, em consequência dessa falta de confiança por parte de alguns gestores, a "gestão de crise como medida preventiva é deixada para segundo plano pelas instituições".
“A verdade é que a maioria dos gestores só se preocupa em adoptar medidas de gestão de crise, em momentos emergenciais, quando a situação já se tornou caótica e ainda mais difícil de ser controlada”, referiu, acrescentando que “até parece que preferem correr atrás do prejuízo".
A crise, como tal, conforme afiançou Leandro Paul, não é algo com que as empresas se deparem diariamente, ou pelo menos não deveriam: “Uma das características da crise é o factor surpresa, muito embora alguns renomados autores defendam a ideia de que a crise costuma dar sinais claros antes de eclodir ”, frisou.
Mais adiante, o orador defendeu que uma das tarefas mais árduas da Comunicação Empresarial numa empresa é, efectivamente, lidar com os momentos de crise, quando ela é obrigada a funcionar como uma espécie de pára-raios para todas as tensões internas e externas.
“A gestão da comunicação em situações de crise é da competência de profissionais de Comunicação Empresarial, tanto no que se refere ao público interno, quanto externo”, concluiu.
Licenciado em Ciências Jurídicas pela Universidade Politécnica, Leandro Paul trabalha em Comunicação Social e Empresarial há mais de 35 anos e é sócio fundador da FDS-Fim de Semana Lda., uma empresa moçambicana com aproximadamente 20 anos de experiência e líder em Comunicação Empresarial em Moçambique.
Entretanto, após a palestra, o orador ofereceu, à Biblioteca da ECA, um total de 30 exemplares do livro da sua autoria intitulado “A Comunicação Empresarial em Moçambique”, recentemente lançado em Maputo.
A palestra, segundo explicou o director do curso de Marketing e Relações Públicas da ECA, Pascal Nkula, insere-se num ciclo de debates, que visam a criação de um espaço, onde os estudantes possam interagir com os profissionais do área, de modo a terem uma ideia clara do que lhes espera após concluir do curso.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 28 de Setembro de 2016 by in Moçambique.

Navegação

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.934 outros seguidores

Arquivos

Olá Moçambique

%d bloggers like this: