Olá Moçambique

ocupar o tempo com o que se passa em Moçambique

A mcel e a Dream juntas por um serviço de saúde melhor

A maior operadora de telefonia móvel em Moçambique – mcel e a DREAM (Associação para o Direito aos Tratamentos Sanitários e de Luta Contra o Sida) assinaram esta quarta-feira, 11 de Junho, na cidade da Matola, um memorando de entendimento através do qual a mcel disponibilizou, de forma gratuita, duas linhas telefónicas (Linhas Verdes) para chamadas de voz destinadas a permitir o acesso fácil e célere aos serviços de saúde pública, por parte dos cidadãos que pretenderem comunicar ou reportar algum caso de urgência ligado à saúde.

Intervindo na cerimónia, o presidente do Conselho de Administração da mcel, Teodato Hunguana, referiu que a mcel prontamente decidiu se associar a esta iniciativa "para salvar vidas humanas, assim como contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas, através do atendimento célere e eficaz às mulheres e crianças sempre que necessitarem de apoio médico no seu dia-a-dia".

Por seu turno, Paola Germano, directora executiva da DREAM, agradeceu à mcel pela disponibilização deste serviço, que irá contribuir sobremaneira para a aproximação dos serviços de saúde aos cidadãos.

Na ocasião, foi inaugurado um novo anexo do Centro de Saúde da Matola II, destinado ao atendimento de mães e crianças e que deverá beneficiar cerca de 172 mil habitantes dos oito bairros da Matola-Sede.

A vice-ministra da Saúde, Nazira Abdula, na sua intervenção, afirmou que o acto representa um passo que o Governo moçambicano dá, através do Ministério da Saúde, na melhoria melhoria do acesso aos cuidados de saúde de qualidade, e na luta contra o HIV/SIDA, em particular.

Segundo a vice-ministra, nas últimas décadas, os sistemas de saúde em Moçambique têm enfrentrado grandes desafios agravados pelo surgimento de novas doenças, entre elas o HIV/SIDA, cuja prevalência é de 11.5% da população, no geral, e de 15.8% entre as mulheres grávidas, em particular, estimando-se que cerca de 1.4 milhão de pessoas estejam infectadas por esta doença, das quais 770 mil são mulheres.

Refira-se que o anexo, ora inaugurado, vai contribuir para a melhoria da qualidade do serviço Pré-Natal, Tratamento Anti-Retroviral Pediátrico e Crianças de Risco. O mesmo foi construído pela DREAM com o financiamento da Embaixada do Japão, Total, FICA, Fundação SIDA Alemã e FAI.

Desde 2002, no âmbito do programa DREAM, em parceria com o Ministério da Saúde, foram tratadas no Centro de Saúde da Matola II cerca de 2.000 mulheres infectadas pelo HIV por cada ano, tendo nascido mais de 4.600 crianças saudáveis de mulheres infectadas pelo HIV.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 12 de Junho de 2014 by in Moçambique.

Navegação

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.934 outros seguidores

Arquivos

Olá Moçambique

%d bloggers like this: