Olá Moçambique

ocupar o tempo com o que se passa em Moçambique

Vendendo o Moçambique Imobiliário

A empresa REC (Real State Consulting) dedica-se à consultoria imobiliária e faz uma clara aposta nos estudos de mercado. José Castilho, seu director geral, fala sobre o mercado imobiliário em Moçambique, as disparidades nos preços e alguma especulação associada, sobretudo em locais agraciados por grandes investimentos.

In revista Capital

Em que contexto a REC | Real Estate Consulting abraçou o mercado moçambicano?

A REC é uma empresa moçambicana presente no mercado há 12 anos. Em Janeiro de 2012, alterámos a designação social porque especializámos o nosso âmbito de actuação e os serviços profissionais que prestamos. O mercado imobiliário em Moçambique é a nossa vocação e é num contexto de crescimento e profissionalização desse mercado que nos inserimos. Actuamos prestando serviços de consultoria imobiliária de A a Z, excluindo a construção. A nossa actividade é muito forte na oferta de estudos de mercado, viabilidade de projectos de investimento imobiliário, estudos de “Best Use”, avaliações e planos de pormenor na nossa área da consultoria e uma forte especialização nos segmentos de Retail, Logística, Escritórios e Imobiliário relacionado com o Turismo, na área de Intermediação imobiliária. Naturalmente, quanto maior é a especialização mais necessidade temos de nos socorrer de quadros com formação e experiência adequada pelo que temos vindo a estabelecer parcerias com players internacionais muito fortes e com abrangência mundial para quem os standards de serviço são necessariamente muito altos. É esse o caminho que queremos seguir.

A área imobiliária é relativamente nova em Moçambique. Como é que caracteriza o actual estágio deste mercado?

De facto, o mercado imobiliário está em formação. Desde o início do ano corrente que se assiste a um crescimento do número de promotores que se estão a estabelecer com uma oferta de qualidade nos sectores imobiliários em que apostamos, constituindo excepção um ou outro promotor com presença anterior que já ofereciam esses produtos. Porém, em matéria de serviços especializados há poucas empresas presentes que têm capacidade de entender o mercado imobiliário mais profissional, o que constitui um desafio e uma oportunidade para as empresas moçambicanas que, como nós, têm vindo a investir na formação de equipas e captação de Know How para um mercado que ainda não tem a procura por parte dos promotores que será necessária para sustentar tal investimento. O que isto significa é que temos assistido a algumas disparidades nos preços de mercado e alguma especulação no que diz respeito a localizações novas originadas pelos grandes investimentos no país, nomeadamente nas cidades onde os sectores mineiros, portos, e de “Gas and Oil” estão presentes. É preciso que os promotores imobiliários suportem os seus investimentos em estudos profissionais de padrões internacionais, em trabalho de intermediação especializado e em análises financeiras rigorosas, sob pena de não conseguirem atrair investimento para os seus projectos junto de investidores profissionais no mercado imobiliário, que entendem bem a linguagem da negociação, mas sobretudo uma linguagem técnica muito específica e independente que os fará motivar para essa negociação.

Qual é o diferencial da Real Estate Consulting face a concorrência?

Diferenciamo-nos nas seguintes vertentes: Profissionalização, especialização e âmbito internacional. Apostámos imenso na integração de quadros com curriculum profissional e académico muito forte e em certificação segundo normas internacionais, no sentido da profissionalização dos serviços. Especializámo-nos em diferentes sectores do imobiliário, excluímos outros onde uma empresa como a nossa não é competitiva e estabelecemos parcerias internacionais com marcas de referência mundial que nos ajudam a “vender” Moçambique na sua vertente imobiliária.

Que factores determinam maiores vendas na área imobiliária, segundo a experiência adquirida pela REC?

Percebo o sentido da sua pergunta e acho que os vossos leitores gostariam de ver uma resposta directa sobre as suas dúvidas de investimento na resposta a essa questão. Mas não há uma resposta directa porque essa resposta depende de algumas variáveis para as quais existem diferentes respostas. Em primeiro lugar, em que sector de actividade imobiliária? Retail? Logística? Residencial? Turismo? Cada uma destas áreas imobiliárias tem uma resposta enquadrada diferente. Em segundo lugar, para que montantes de investimento? Cada tipo de produto tem um mercado diferente e uma colocação em diferentes tipos de investidores/consumidores. Agora, o que lhe posso dizer com toda a certeza é que é possível maximizar vendas sempre que se adequa o produto ao mercado que dele precisa. Para tal, é preciso saber qual é o mercado expectável para o sector e local em que se vai investir e adequar o investimento ao produto que mais pode ser procurado. Isto mitiga o risco do investimento e potencia o sucesso. Como em tudo nos negócios, maior preparação leva a maior sucesso independentemente de excepções bem-sucedidas que todos conhecemos e que quando copiadas também podem levar ao fracasso dos novos projectos.

Até que ponto a expansão geográfica da cidade de Maputo (novas construções na periferia) representa oportunidades de negócios no sector imobiliário?

Até ao ponto em que a procura justifique essa expansão. Na cidade de Maputo, e particularmente por parte do Município, assistimos a esforços no sentido de organizar a expansão da cidade com propostas de criação de planos directores, novas vias de acesso, etc.. A cidade em si, como a conhecemos, começa a ter novas construções na periferia, mas é preciso lembrarmo-nos de que essa periferia já existe e tem gente fixada obrigando a alguma preocupação social. Para que isso represente oportunidades de negócio é também necessário que a economia das famílias moçambicanas seja melhorada para que essas famílias tenham acesso a esses produtos e para que os investimentos sejam sustentados. Outra vertente do investimento na periferia que tem a ver com a instalação de novas empresas constitui também uma oportunidade. Porém, os promotores dessas iniciativas devem ponderar os investimentos, porque apesar do crescimento económico a que se assiste, a transferência do rendimento para as famílias não é imediata e isso significa que um investimento poderá estar parado e sem colocação durante bastante tempo. Por outro lado, cumprir os planos de expansão da cidade existentes é fundamental para diminuir riscos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 5 de Julho de 2013 by in Uncategorized.

Navegação

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.934 outros seguidores

Arquivos

Olá Moçambique

%d bloggers like this: