Olá Moçambique

ocupar o tempo com o que se passa em Moçambique

‘Rinos’ extintos no Parque Nacional do Limpopo

As autoridades do Parque Nacional de Lipompo (PNL), em Moçambique, admitem já não existir mais nenhum rinoceronte naquele local de conservação localizado na província de Gaza, sul do país, e que faz parte da área que constitui a maior reserva natural do mundo.

A extinção desta espécie protegida em todo o mundo deve-se a acção devastadora de caçadores furtivos que nos últimos anos tomou contornos alarmantes, facto associado a alegada grande procura dos cornos deste animal nos mercados asiáticos.

“Desde que eu cheguei (em Janeiro último) nunca acompanhei praticamente a presença desta espécie aqui dentro dos limites do parque, o que significa que provavelmente os números que existiam acabaram extinguindo”, disse o administrador do PNL António Abacar, citado pela rádio Moçambique (RM).

A extinção de rinoceronte ainda não foi declarada oficialmente no PNL, mas os animais que existiam naquela área desapareceram há dois anos. O censo realizado em princípios de 2011 concluiu haver ainda um animal naquele local de conservação, mas o mesmo desapareceu ainda no mesmo ano.

Depois de acabar o rinoceronte, os caçadores agora viraram as suas atenções para o elefante, que também tem sido abatido de forma indiscriminada. Abacar disse que este fenómeno, que resulta da acção de caçadores furtivos, está já a retrair o turismo naquele parque.

“O grande problema que mais nos preocupa é quando os próprios fiscais estão envolvidos nas actividades de caça furtiva, o que pode constituir um perigo para a própria equipa de fiscalização”, disse Abacar.

Na sequência destas suspeitas, pelo menos 30 fiscais do PNL estão neste momento a enfrentar processos disciplinares.

Paralelamente, o PNL está a trabalhar no sentido de reforçar a actividade de fiscalização. Abacar disse estar em curso um processo de integração de membros da Polícia moçambicana (PRM) nas actividades de fiscalização.

Outras acções em curso incluem a formação de brigadas móveis de fiscalização e a importação de armas de fogo para o reforço da fiscalização.

Refira-se que o PNL, o Kruger National Park da África do Sul e o Gonarezhou National Park do Zimbabwe constituem o Parque Transfronteiriço do Grande Limpopo, a maior reserva natural do mundo.

Nos últimos dias, os caçadores furtivos moçambicanos atravessam o PNL para a vizinha África do Sul a procura de rinocerontes, o que concorre para o rápido desaparecimento daquela espécie naquele país vizinho.

Ano passado, activistas e veterinários sul-africanos alertaram que o rinoceronte poderá estar extinto nos parques sul-africanos até 2050, caso se mantiverem os actuais níveis de abate desta espécie protegida.

As autoridades sul-africanas referem que pelo menos 668 rinocerontes foram abatidos em 2012, número que representa um aumento em aproximadamente 50 por cento em relação aos animais perdidos em todos os anos anteriores.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 24 de Abril de 2013 by in natureza, turismo and tagged , .

Navegação

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.934 outros seguidores

Arquivos

Olá Moçambique

%d bloggers like this: