Olá Moçambique

ocupar o tempo com o que se passa em Moçambique

BNI passa a Banco de Desenvolvimento

O Banco Nacional de Investimento (BNI) passa a actuar, simultaneamente, como banco de desenvolvimento.

Esta informação foi avançada pelo presidente do Conselho de Administração do banco, Adriano Maleiane, na cerimónia de inauguração do novo edifício-sede da instituição, ontem, em Maputo.

“O BNI representa um novo conceito de banco, caracterizado por actuar, simultaneamente, no segmento da banca de investimento e de desenvolvimento, e não para poupança do público, mas com fundos próprios, passando a recorrer ao mercado de capitais para alavancar as suas operações”, informou Maleiane.

Actualmente, o Estado moçambicano detém a totalidade do capital do BNI que, na altura do seu surgimento, assumia a posição de banco de investimento dedicado ao financiamento de infra-estruturas no país.

O banco foi constituído em 2010, tendo iniciado a sua actividade em 2011. Nessa altura, o Estado moçambicano detinha 49,5% do capital, através da direcção Nacional de Tesouro, ficando a Caixa Geral de Depósitos de Portugal (CGD) com outros 49,5%, e o restante 1% pertencia ao Banco Comercial de Investimento (BCI).

A inauguração do empreendimento foi dirigida pelo Presidente da República, Armando Guebuza, numa cerimónia que contou com a participação de várias individualidades da arena financeira.

Na ocasião, Guebuza disse que este empreendimento vem para fechar uma lacuna que o país tem em termos de instituições financeiras viradas para o desenvolvimento.

“O BNI vem responder a uma decisão resultante da visão do governo, plasmada no plano quinquenal, de constituir uma instituição vocacionada à dinamização do investimento em projectos estruturantes em carteira”, disse o chefe do Estado.

Lembre-se que o Estado moçambicano comprou, recentemente, a posição da caixa geral de depósitos e do Banco Comercial de Investimento nesta instituição e passou a deter a totalidade do capital do banco.

Maleiane disse que, na altura em que o Estado detinha 49,5% de capital, se tornava difícil alavancar projectos de desenvolvimento dos empresários nacionais, porque o parceiro português queria apenas actuar na área dos investimentos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 17 de Abril de 2013 by in Uncategorized.

Navegação

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.934 outros seguidores

Arquivos

Olá Moçambique

%d bloggers like this: