Olá Moçambique

ocupar o tempo com o que se passa em Moçambique

Mais de 20 mil pessoas no festival Umoja

Mais de 20 mil pessoas afluíram, de sexta-feira a domingo último, à Praça da Independência, em Maputo, para assistir à sétima edição do festival internacional UMOJA, que movimentou cerca de 50 artistas, entre nacionais e estrangeiros ligados à dança, música e circo.
Dentre várias estrelas convidadas, incluindo noruegueses, quenianos, etíopes e tanzanianos, Stewart, Xidiminguana, Marlene, Zico, Anita Macuácua, Trio Fam, Imbila Muzimba, Lorena Nhate, Wazimbo e João Bata foram alguns dos nomes moçambicanos que desfilaram no evento, que tem como patrona a cantora sul-africana Miriam Makeba, Oliver Mutukuzi, do Zimbabwe e o pintor moçambicano, Malangatana Valente Nguenha.
A iniciativa, que visa promover o desenvolvimento institucional, estimular a criatividade e trocar experiências entre artistas plásticos, bailarinos, músicos e escritores, envolve 17 instituições culturais de sete países e conta com o apoio do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Noruega.
Stewart Sukuma, que teve uma brilhante actuação, referiu ter sido uma “experiência única e sensacional”.
O músico moçambicano interpretou a sua composição Wulombe, partilhando-a com a cantora zimbabweana, Dudu Manhenga, e a tanzaniana Carola Kinasha.
O público eufórico correspondeu, chegando mesmo ao êxtase no final da música.
A outra música escolhida por Stewart foi Xitchuketa Marrabenta, como forma de celebrar os 125 anos da Cidade de Maputo e vincar, de forma inequívoca, a participação de Moçambique neste festival. Mais uma vez, o público reagiu de forma exuberante com canto e dança.
Entretanto, Stewart Sukuma tem ainda agendada a realização de mais quatro concertos, no Mbuva, em Maputo, (23 de Novembro), no Salam Music Festival, em Adis Abebba, Etiópia, (8 de Dezembro), no Festival “Estamos Juntos”, no Centro Cultural Franco Moçambicano, em Maputo, (14 e 15 de Dezembro), e no Boleia Africana, no Brasil, (24 de Fevereiro).
Inserido nas comemorações dos 30 anos da sua carreira, o Festival “Estamos Juntos” vai juntar, em aproximadamente duas horas e meia de show, alguns músicos que de alguma forma influenciaram a carreira de Stewart Sukuma, nomeadamente a banda Nkhuvu, Hortêncio Langa, Fernando Luis, José Barata, Elsa Mangue, Ali Faque e Pureza Wafino.
Pretende-se com este projecto juntar valores da Música Popular Moçambicana que há muito deixaram de aparecer nos grandes palcos, apesar de terem marcado positivamente os anos 70 e 80 de forma criativa e revigorante, deixando muitas saudades nos amantes do seu estilo musical.
Após este show, seguir-se-á o concerto Boleia Africana a ter lugar no Parque Ibirapuera, São Paulo, Brasil. Trata-se de um auditório que apresenta espectáculos de música, teatro e dança, servindo de espaço para o desenvolvimento de novos talentos e a promoção do encontro entre culturas e expressões artísticas nos âmbitos nacional e internacional. Neste show em Ibirapuera Stewart Sukuma pretende um reencontro com Eliza Rodrigues com quem gravou a música Wulombe em estúdio e a cantora Socorro Lira com quem partilhou o palco em Dezembro do ano passado no CCFM.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 12 de Novembro de 2012 by in Uncategorized.

Navegação

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.934 outros seguidores

Arquivos

Olá Moçambique

%d bloggers like this: