Olá Moçambique

ocupar o tempo com o que se passa em Moçambique

Criado o Sindicato Segurança Privada

Os trabalhadores de empresas de segurança privada em Moçambique estão já organizados em sindicato para a defesa dos seus interesses.

A iniciativa de criar o Sindicato dos Trabalhadores de Segurança Privada de Moçambique (SINTSPRIMO) surgiu dos trabalhadores da empresa de segurança privada G4S face ao cenário actual caracterizado por injustiças laborais praticados pelo patronato.

«A ideia surgiu primeiramente dos trabalhadores da G4S, que viram, por três vezes, os seus direitos a serem desrespeitados e os sindicatos existentes a não corresponderem às expectativas em termos de resolver os seus problemas», explicou Boaventura Mutimucuio, porta-voz da chefe do comité sindical dos trabalhadores da G4S em Maputo, na conferência constitutiva do sindicato.

Segundo Boaventura Mutimucuio, o sindicato surge com o objectivo de promover a unidade no seio dos trabalhadores e a defesa dos seus interesses socioprofissionais.

«A segurança privada está a atravessar momentos turbulentos. É nessa vertente que criamos o SINTSPRIMO com o principal objectivo de organizar a luta dos trabalhadores pela melhoria das condições de trabalho, vida e satisfação das suas legítimas revindicações», disse.

Dos vários problemas que o sector de segurança privada enfrenta, a violação do direito à segurança social foi mencionado como sendo o principal.

«O nosso sindicato quer promover uma negociação colectiva com as empresas para ver se respeitam os direitos dos trabalhadores. A segurança social do trabalhador está a ser violada. O patronato não segue os padrões de salário mínimo estabelecido pelo Estado. Estamos a receber valores abaixo do salário mínimo e isso deve acabar», lamentou Mutumucuio, citado pelo “Diário de Mocambique”.

Por sua vez, Madalena Zandamela, representante da OTM-CS, afirmou que a SINTSPRIMO é um sindicato que tem uma nobre causa que é a de promover o trabalho decente e fortalecer a capacidade interventiva dos trabalhadores na defesa dos seus direitos e interesses.

Destacou o facto de haver, no seio do governo, importantes espaços de diálogo social, visando abordar e procurar soluções para os problemas que afectam os trabalhadores, em particular do sector de segurança privada.

O SINTSPRIMO é composto, numa primeira fase, por trabalhadores de quatro empresas de segurança privada, nomeadamente G4S, SEC Segurança, Burglar Alert e General Security, mas está aberto à adesão de todos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 23 de Julho de 2012 by in Uncategorized.

Navegação

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.934 outros seguidores

Arquivos

Olá Moçambique

%d bloggers like this: