Olá Moçambique

ocupar o tempo com o que se passa em Moçambique

80% dos projectos de investimento portugueses visam Moçambique

Entre 70 e 80% de todas as ideias de investimento apresentadas à Sofid, empresa que financia projectos portugueses em países em desenvolvimento, têm como destino Moçambique, disse à Lusa o presidente executivo da instituição.

«Moçambique é de facto um país da moda. (…) Neste momento é o país que mais interesse suscita aos investidores portugueses», disse Diogo Gomes de Araújo, em entrevista à Lusa.

Para explicar esta preferência entre as empresas que procuram a Sofid, sobretudo Pequenas e Médias Empresas (PME), o presidente da instituição financeira aponta a previsibilidade do mercado moçambicano, assim como a forma «moderna, transparente e flexível» com que o país promove o investimento directo estrangeiro.

«Quando investe em Moçambique, [o investidor] sabe quais são as regras, quais os apoios, qual o tratamento que as autoridades locais lhe vão dar, enquanto noutros países é mais incerto», esclareceu.

Comparativamente com o mercado angolano, por exemplo, o moçambicano dá mais flexibilidade ao investidor, acrescentou Diogo Gomes de Araújo, exemplificando: «Uma pessoa que queira abrir uma loja com 100 mil euros em Moçambique pode fazê-lo. Em Angola, a nova lei do investimento privado exige que o investimento seja superior a um milhão de dólares».

Além disso, lembrou, Angola teve a crise dos pagamentos em 2008, que assustou as empresas.

Entre 2009 e 2010, a Sofid sentiu essa mudança: «Deixou de ser tanto Angola o país do interesse dos empresários e passou a ser Moçambique», disse Diogo Gomes de Araújo.

O responsável admitiu no entanto que o facto de a Sofid ser a entidade gestora do Investimoz, o fundo português de apoio ao investimento em Moçambique, pode também ser determinante na quantidade de empresas que procuram a instituição com Moçambique em vista.

«Acredito que há muitas empresas que nos visitam por termos um instrumento de investimento específico para aquele mercado e que é significativo. São 94 milhões de euros», disse.

Depois de Moçambique, Angola surge em segundo lugar, juntamente com o Brasil, entre os mercados mais procurados pelas empresas que consultam a Sofid.

Os restantes países lusófonos «não têm tanta expressão e todos têm os seus constrangimentos», disse o responsável da Sofid, exemplificando com a pequena dimensão e a insularidade de São Tomé e Príncipe e com a instabilidade da Guiné-Bissau, onde chegou a ser aprovado um projecto que não avançou porque o promotor desistiu devido à crise política.

«No caso de Cabo Verde, pode haver oportunidades no turismo e no urbanismo», disse, referindo que a Sofid tem alguns projectos em avaliação nessas áreas.

Quanto a Timor-Leste, apesar da insularidade, da imaturidade política e da distância, Diogo Gomes de Araújo vê oportunidades na constituição do fundo de petróleo: «Pode despertar uma série de oportunidades que podem ser aproveitadas pelas empresas portuguesas e, nesse caso, a Sofid estará junto delas para as apoiar e para as financiar».

Além dos países lusófonos, a Sofid tem projectos em países como Marrocos, Chile, Perú e Colômbia, assim como na África do Sul, onde existe uma importante diáspora portuguesa.

«A África do Sul tem uma diáspora portuguesa importantíssima, altamente bem posicionada», disse o responsável, afirmando que a Sofid está «bastante atenta» à diáspora empresarial portuguesa, onde há «uma grande oportunidade de investimento».

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 23 de Julho de 2012 by in Uncategorized.

Navegação

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.934 outros seguidores

Arquivos

Olá Moçambique

%d bloggers like this: