Olá Moçambique

ocupar o tempo com o que se passa em Moçambique

Moçambique entre as 10 maiores economias

Angola deverá ultrapassar a África do Sul, actualmente a maior economia do continente, até 2016, revela um relatório do Economist Intelligence Unit (EIU), que coloca também Moçambique entre os 10 mercados africanos com mais potencial.

No relatório “Para dentro de África: Oportunidades de negócio emergentes”, o gabinete de estudos da revista Economist conclui que o papel das economias africanas ainda representa apenas 3 por cento da economia global e que a África Subsahariana (excluindo a África do Sul) representa menos de metade do PIB do continente.

No entanto, sublinha que este grupo de países está a crescer mais depressa do que qualquer outro no mundo e que os investidores estão a acordar para o enorme potencial da região: “a corrida para participar no crescimento africano já começou”. O relatório aponta como sectores com maior potencial de crescimento a agricultura e a agro-indústria, as infra-estruturas, os serviços e os bens de consumo, mas recorda que ainda há grandes dificuldades, a começar pela corrupção, que continua a aumentar, a ineficiência dos serviços públicos, o risco político e a falta de mão-de-obra qualificada.

Além disso, o EIU recorda que África não é um país, mas sim 56, com outros tantos sistemas e governos, e aconselha os investidores a prepararem-se bem para as oportunidades, os riscos e o potencial. Segundo as estimativas do EIU, pelo menos 28 países do Continente Africano deverão crescer a uma média anual superior a 5 porcento nos próximos cinco anos.

Angola surge no grupo das economias com crescimentos previstos de 5 a 7,5 por cento, enquanto Moçambique aparece no grupo seguinte, com crescimentos anuais médios de 7,5 a 10 por cento, juntamente com a Etiópia, a Libéria, o Níger e o Uganda.

O relatório identifica igualmente os 10 mercados que deverão ter os melhores desempenhos nos próximos 10 anos em quatro categorias: os países com menor risco político, os maiores reformistas, os países com maior investimento e os maiores em território. Angola é o segundo com maior investimento, depois da África do Sul, e o quarto maior em dimensão, ao passo que Moçambique surge em três das quatro categorias: É o segundo com mais potencial na rapidez com que faz reformas, o sétimo com menor risco político e o décimo com maior investimento.

“As reformas estão a acontecer depressa, encabeçadas pela Etiópia, Moçambique, Namíbia, Zâmbia e Uganda, enquanto as economias gigantes de Angola e Nigéria, que deverão ultrapassar a África do Sul em 2016, oferecem vantagens significativas aos investidores”, conclui o Economist Intelligence Unit.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 11 de Julho de 2012 by in economia, Moçambique and tagged , .

Navegação

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.934 outros seguidores

Arquivos

Olá Moçambique

%d bloggers like this: