Olá Moçambique

ocupar o tempo com o que se passa em Moçambique

‘Pulmão Verde’ de Maputo vai respirar outros ares

As obras de reabilitação do jardim Tunduru, na cidade de Maputo, vão brevemente a concurso público com vista à selecção do empreiteiro a ser encarregue pelo trabalho.

Neste momento, o Conselho Municipal de Maputo está a analisar os moldes em que a remodelação vai decorrer, havendo a possibilidade de executar os trabalhos de forma faseada, de acordo com João Munguambe, vereador de Actividades Económicas.

Sem precisar datas, o vereador Munguambe garantiu que o lançamento do concurso público “está para breve”.

A fonte garantiu que o projecto executivo da reabilitação já foi finalizado, estando já claras as intervenções a serem feitas naquele jardim botânico, o maior do país.

A elaboração do projecto foi encarregue à Técnica – Engenheiros Consultores, Lda., há um ano, por 6.8 milhões de meticais, montante que inclui a fiscalização das obras.

A reabilitação do Tunduru, aguardada há muitos anos pelos citadinos de Maputo e não só, será financiada pela empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM) e a mineradora Vale Moçambique, numa parceria estabelecida com o Município.

A previsão inicial era que as obras de restauro daquele espaço verde da capital arrancassem no ano passado, atraso que o vereador do pelouro justificou pelas alegadas “complicações” verificadas no decurso do processo.

Entre os constrangimentos registados, a nossa apontou as mudanças na presidência da empresa dos Portos e Caminhos-de-ferro, com a saída de Rui Fonseca e entrada de Rosário Mualeia.

Construído em 1924, o Jardim Tunduru era um lugar fresco, bastante visitado devido à existência de uma grande variedade de espécies de árvores e preferido por muitos citadinos para o registo fotográfico de momentos especiais como casamentos, entre outros, para além de visita de estudos por parte de estudantes de várias instituições de ensino, sobretudo dos níveis primário e secundário.

No entanto, nos tempos que correm o jardim deixou de ser atractivo, apresentando-se bastante degradado e quase em estado de abandono.

Foi para reverter este cenário que o Conselho Municipal do Maputo procurou parcerias para resgatar a imagem do maior jardim botânico do país.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 12 de Junho de 2012 by in empresas, natureza and tagged , .

Navegação

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.934 outros seguidores

Arquivos

Olá Moçambique

%d bloggers like this: